quinta-feira, 24 de julho de 2008

ida ao cinema


Os que me conhecem, certamente irão estranhar o que eu falarei agora: eu sou um cinéfilo! pronto, admito! verdade nua e crua; tal qual veio ao mundo, e destrinchada por uma faca cega, em pedaços desiguais e banhados em sangue, em sua verdadeira grandeza.Por que falei isso? são poucos os filmes que realmente me agradam e/ou que me fazem pensar horas e horas após.
Ontem eu vi três filmes, apenas isso, três filmes.Um no computador e outro na promoção do iguatemi.E quero falar sobre eles.Por isso eu disse que me estranhariam meus conhecidos.Então, ao som de sepultura, vamos aos comentários

1) Juno
muito bom! uma adolescente que foge ao clichê de "idiotinha assustada" ao saber e no decorrer da gravidez.Tudo bem que ela recebe um choque ao se descobrir grávida, mas mantém a racionalidade (ou a frieza) e não só conta ao pai (e a madrasta) como também ao amigo/pai da criança e decide dar o bebê ao invés de realizar um aborto.Claro, se ela fizesse um aborto, tudo seria mais fácil, mas aí não teria filme...A família da garota não é aquela "família certinha dos anos 50" nem uma totalmente "desestruturada anos 90", mas uma bem incomum.A personagem centro é quase sempre fria, roqueira, "sem noção", com humor ácido e muito esperta, que não foi manipulada para o sexo, mas a idealizadora do ato.O amigo é um imbecil.ponto.A família "receptora" do bebê (perdoe-me meu amigo , amiga leitora, por tal classificação, mas é um comércio esse fato de adoção mesmo que nem sempre haja transação financeira) é teóricamente perfeita a primeira impressão.Mas depois vê-se que a esposa é um robô, que as mães desejam que as filhas sejam (trabalhadoras, certinhas, e mães exemplares, cujo único pensamento é voltado para a família) - por favor, perdoe-me por utilizar tantas vezes a palavra "família", mas estou um tanto confuso em encontrar outra similar - e o marido, um homem de uns 40 anos com complexo de adolescente rebelde.O que basta comentar deste filme é isso.Ele é satírico, original e frio.

2) hancok

Hancock é um super-herói, bêbado e anti-social, que perdeu a sua popularidade entre aqueles que ele protege quando suas tentativas de resgate nem um pouco convencionais provocaram um terrível caos na cidade e prejuízos de milhões de dólares. Durante um resgate, Hancock conhece Ray Embrey, um agente de Relações Públicas fracassado que se oferece para representar e recuperar a imagem pública de Hancock. Quando a mulher de Ray, Mary , e Hancock se encontram, ocorre uma inexplicável e imediata conexão entre os dois. Após muita resistência, Mary finalmente revela que ela também possui superpoderes e que haviam muitos como eles que se uniram e morreram (lê-se: se uniram em matrimônio, se tornaram "mortais" e perderam os poderes e a vida) e que eles eram predestinados, logo em seguida, Hancock começa a perceber que seus poderes estão perdendo força.Depois de mó rola que acontece, hancok decide ir embora para que mary recupere os poderes (e a imortalidade) e viva feliz com Ray, e se torna um real super herói.2 coisas ficam sem explicação: qual é a origem dele e o que significa a maldita águia que aparece o filme todo, um simples símbolo, a águia de Zeus, sei lá...Não vale a pena ver

3) batman

Esse último batman é simplesmente brilhante! Bruce Wayne finalmente se transforma no cavaleiro das trevas e toda a sua friez.O coringa é o melhor de todos.Realmente aquele ator que morreu a pouco se superou. Esse coringa é o mais insano, psicopata e sarcástico que eu já vi! e eu já assisti a todos. Esse palhaço demoníaco mostra não só a sociedade (não somente a norteamericana), a ruína dos valores, a corrupção e a ineficiência da força pública para conter lunáticos que estejam prontos a atacar. e no final, o promotor boa pinta se transforma no 2 caras, como todos nós. Só não concordo com uma coisa no filme: anarquia NÃO É caos como o coringa disse!!! ausência de regras e/ou de ordem é ANOMIA! mas afinal, quam nunca teve vontade de sair na rua e quebrar tudo como o palhaço do mal?

Era só isso que eu queria falar.Vejam os filmes, menos o hancok, e não, repito, não estou ganhando nada para falar desses filmes.Só quis comentar porque os achei f.....!!!

abraços libertários!!!

sexta-feira, 18 de julho de 2008

apresentação


Já é o quarto blog que crio, e com o mesmo nome.Isso mesmo, esse é o PENSE e ao invés de ser "tenha VOZ LIVRE" é o "ou vá pro lixo" 4.0.Não penses, meu amigo leitor, que é falta de imaginação, apenas gosto desse novo.
Para começar, vou apresentar-lo ao blog:

-blog, esse é o leitor
-leitor, esse é o blog

Se espera que eu fale de flores e cores claras, está enganado.É melhor ir à outro blog agora, pois aqui, tratarei de carne e tons sombrios, falarei de lixo e sentimentos, de uma lira já sem cordas.
Como estou muito enrolado com o pré-vestibular, republicarei alguns posts antigos.Espero que goste.

minha frase:
"somos quem devemos ser; não um simples um, no meio da multidão, mas alguém"