quinta-feira, 7 de maio de 2009

Manifesto Literário


Se há tantos manifestos, por quê não fazer um meu?

Manifesto Literário Made in Vaso

1 - Será dada toda liberdade de criação aos escritores.
2 - Todo texto deverá ser literário, seja redação de escola, de vestibular, artigo científico, monografia, provas, etc
3 - Palavras derivadas de indiferença, covardia, egoísmo, redemoinho e peidar estão extintas
4 - As aspas estão extintas
5 - Todos deverão ter no mínimo, um livro publicado
6 - Copy-rigths estão abolidos
7 - Livros de auto-ajuda, Best sellers, e outros livros de modinha estão proibidos
8 - Artigos definidos só serão permitidos no fim-de-semana, assim como preposições, conjunções e onomatopéias
9 - O ponto final está excluído da língua portuguesa, sendo substituído por vígulas e reticências, dando uma eterna continuidade ao pensamento e ao texto
10 - Referências greco-latinas deverão ser suprimidas nos textos escritos a partir de agora
11 - A censura está liberada às 0h de 31 de fevereiro para fins corporativos
12 - Nomes como, Ana, Isabel, Paulo, Marcos, Beatriz, Gilberto, Mário e Raimundo deverão ser trocados por Jacinta, Mariolinda, Creisvaldo, Octalícia, Joca sorte e Paralelepípedo.
13 - Todos, exceto o autor deste manifesto, estão autorizados a segui-lo....

abraços libertários