segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Férias, vestibular e livro

Bem, aqui estou eu depois de semanas de ausência. E aí, que fizeram?
Depois que se termina o ensino médio, depois daquela euforia louca de nunca mais acordar cedo pro colégio, bate a nostalgia e finalmente o tédio.
E o pior de tudo é a grana curta que não cura o cansaço.
Se bem que essas férias são bem incomuns, como fazer prova de vestibular em janeiro, por exemplo. Sem contar as n maneiras de passar o tempo que tenho desenvolvido (crianças, não tentem isso em casa).
Livros tenho lido muitos, dos mais interessantes aos mais chatos, como o código penal brasileiro.
E finalmente, eu, a pessoinha que vos fala, anda batendo de porta em porta à procura de editoras. Quando você é um jovem idealista e com a cabeça de idéias, com aquela vontade doida de mudar o mundo e ser alguém, nunca pensa como é fácil escrever um livro e como é difícil publicá-lo! Você pensa que será recebido como um marajá e implorarão para que você os deixe publicar sua magnífica obra!......... mas não é assim.
Cabe a você depois se conformar que é um zé ninguém.
Enquanto isso a vida segue...

2 pessoas leram!:

Juliana Oliveira disse...

- Nem me contou que escreveu um livro. Estou tentando ainda, é meio difícil. acredito que a facul, pode me ajudar a criar felling. Mas isso não é tudo. As editoras mais abertas são aquelas independentes, que ue pretendo procurar. O resto é divulgação, só lamento. mas não desista, vale a pena
abraços literários

jujudeblu disse...

Agora eu entendi de onde veio a ideia de escrever um livro! Legal... :)