terça-feira, 4 de maio de 2010

Reflexão jornalística

Em nome da cruz fizemos guerra. Em nome da cruz desbravamos mares e civilizamos povos. Em nome da cruz moldamos todo o ocidente. E em nome da cruz se perverte crianças.
Os católicos que me perdoem, mas é uma santa hipocrisia! Já estou cansado de abrir o jornal e ler mais um novo escândalo de padre que usou serviços sexuais de crianças e adolescentes! Estou indignado! E também enojado, favor tome nota.
Antigamente era comum o filho do vigário, a mulher do padre..... mas o garotinho do padre????????
Que perversão!!!!!! Como a mesma boca que diz coisas tão agradáveis sobre o divino, que recomenda penitências e abençoa, faz outras coisas tão feias??
Como a Igreja Católica tem coragem de encobrir isso??? COMO ELES DORMEM À NOITE?
Eu não sei como nenhuma notícia de "pai de filho abusado mata padre acusado" inda não foi divulgada, pois é isso que se espera.
E o pior é que somos coniventes. Ficamos calados e não buscamos justiça. Deixamos tudo na lentidão do sistema, cheio de muitas más vontades.
Isso aqui não é um ataque nem algo parecido. Eu também sou cristão, frequento igreja (não a católica). Mas não condigo tolerar esses lobos que tão bem foram descritos por Eça de Queiroz no seu Crime do Padre Amaro. Quantos duas caras estarão por aí soltos? Quantos ao invés de se comportar segundo a Palavra, estão afundados nessa lama de perfídia???
Deixo essa indignação com vocês, meus leitores.
"Cuidado com as sotainas negras"

abraços libertários

8 pessoas leram!:

Tahiana Andrade disse...

Concordo inteiramente com você. Não aguento mais ver tantas notícias sobre padres pedófilos. Li na Veja, recentemente, um comentário interessante: "a questão não é porque muitos padres se tornam pedófilos e sim, por que muitos pedófilos se tornam padres."

É pra refletir!

Que bom que concorda comigo na questão do português. Claro que erramos sim, muitas vezes, porém a diferença está na disposição em aprender o certo. Eu, particularmente, evito seguir blogs com erros de português exagerados... isso me fere.

Ah... que bom que reapareceu com postagens novas. Essa dos padres foi uma das melhores!

Patrícia Colmenero disse...

ola
vi o seu recado no meu blog!
eu tive a ideia de escrever um livro em 365 dias depois de assistir ao filme julie&julia. na verdade, esse filme é óbre culinária mas a garota tb é escritora e se faz um desafio semelhante.
acho incrível tb como não param, de surgir histórias de padres pedófilos. é quase rotina. de que a pouco vai ser normal um padre curtir menininhos.
é uma situação louca.
a igreja católica sempre tentou conter as consquencias dos seus atos pq é a única igreja que realmente se esforça pra se manter única, consolidada, sem facções. mas isso custa muito caro

Lady Murphy disse...

voce não está só nessa indignação. tb registrei a minha ha alguns dias no meu blog.
gostei daqui.
muito prazer,

Juliana Oliveira disse...

Exalou toda a sua revolta. Vejo que andou lendo o blog da Pat aí de cima. Não perca,ela é uma super escritora. Sou muito fã dela. Vc ainda vai ouvir falar muito dela...

Daniela Filipini disse...

É. Essa indignação não é só sua. =/

Ale Sbano disse...

eu concordo com voce,acho que muita coisa como essa acontece ha anos,só não é exposta.tá na hora de um basta nisso!também me deixa revoltada,é muita hipocrisia!a igreja católica tem muitos podres..

Nayara Marques disse...

Poizé, acho revoltante o fato de que Padres que deveriam dar o exemplo de bondade e dignidade, fazem exatamente o contrário, e ainda se veem na posição de exigirem respeito.

Compartilho de sua indignação, e acho tudo isso lamentável.

Abraços.

Rayssa N. disse...

A fé abusa de nosso corpo?Não,ela não,mas e as pessoas que a usam para satisfazer desejos insanos e hipócritas,tudo em nome de Deus?
A midia os esconde,e os protege,esse poder egoista que o dinheiro traz,se mistura com a fé... coisas absurdas?para nós sim (mas não é novidade) para eles? "tudo em nome de Deus"
E esse é só o nosso triste começo,cheio de mentiras e desilusões... não podemos confiar nem naquele que prega a palavra do Justo.

Perdidos?Sim,nos perdemos em nosso próprio mundo,acreditando naquela velha história de justiça.Nos esquecemos que,quem criaram as leis,foram esses mesmo que erraram e erram hoje e sempre.

Amei o blog e os textos.Continue assim,a expressar e expressar